» Autocuidado » Crítica exagerada: O que fazer?

Crítica exagerada: O que fazer?

Por Adriana Fernandes   |   Publicado: 10/11/2022 às: 20:28   |   Atualizado: 21-01-24 às: 19:20

 

crítica exagerada

Em meio à crítica exagerada, é comum nos tornarmos extremamente autocríticos. Buscamos sempre a atitude certa, na hora certa, e o empenho em ser e oferecer o melhor é saudável. Contudo, a dificuldade surge quando essa crítica se torna excessiva, transformando-nos em nosso próprio algoz, e nos conduzindo a uma armadilha infinita da culpa

Talvez você olhe para si mesma e só veja imperfeição. Não vê valor no que você faz, não acredita em si mesma, não se acha bonita, muito menos uma pessoa interessante.

A questão é que ficar o tempo todo se criticando não vai ajudá-la a ter a vida que você almeja. Pelo contrário, quanto mais você for extremamente crítica consigo mesma, mais você vai se sentir a pior pessoa do mundo. E o que isso pode lhe causar? Você sabe que apenas mais sofrimento.

Costumo comparar a crítica exagerada com um poço de areia movediça. Na areia movediça, quanto mais você se movimenta, mais você afunda. Na crítica exagerada, quanto mais você se “chicoteia”, mais você corre o risco de se afundar no “poço de lama” da ansiedade, da baixa autoestima, da falta de amor-próprio, da insegurança, ou seja, você causa mais sofrimento a si mesma.

Encontrar maneiras de lidar com a crítica exagerada é uma forma de autocuidado que pode fortalecer a sua autoconfiança e direcionar a sua vida para o que realmente é importante para você.

Como calar a voz da crítica exagerada e mudar a maneira como você se relaciona consigo mesma? 

Se você se encontra frequentemente envolto em autocríticas, talvez considere desafiador silenciar a voz interna que tanto interfere em sua vida. No entanto, a Terapia de Aceitação e Compromisso, conhecida como ACT, uma abordagem comportamental destinada a auxiliar as pessoas a superarem conflitos internos e se dedicarem às áreas essenciais de suas vidas, oferece maneiras práticas que, quando aplicadas, podem ajudar a “abafar” essas vozes.

Abaixo separamos quatro maneiras para você aprender a lidar melhor com essas “vozes” que podem estar paralisando sua vida: 

Aceite que você é imperfeito. 

É curioso o quanto nós sabemos da nossa imperfeição, mas mesmo assim, a maneira como somos extremamente críticos conosco costuma nos mostrar que na maioria das vezes, nos esquecemos disso.

Aceitar a nossa imperfeição é abraçar nossa humanidade. É aceitar nossas qualidades e defeitos, porém sempre estando aberto ao caminho do aprendizado, do aperfeiçoamento.

Aceitar não é concordar, não é cruzar os braços. Aceitar é entender a sua condição atual e dar o seu melhor para melhorar pontos na sua vida que você sente que precisa de uma mudança.

Valorize os seus pontos fortes 

Todos nós temos alguma habilidade, algum talento para determinada área. No entanto, quando estamos presos a pensamentos críticos de maneira excessiva, ficamos tão focados neles, lamentando-os que esquecemos de ver o que há de bom em nós. Não reconhecemos nosso potencial e não conseguimos desenvolver outras habilidades.

Valorizar seus pontos fortes e descobrir outras habilidades fortalecerá sua autoestima e autoconfiança.

Aprenda a lidar com os pensamentos “negativos” e abafe a voz da crítica exagerada 

Quando somos extremamente críticos conosco, nossa mente vira uma espécie de “campo de guerra”. Ficamos a lutar contra tais pensamentos e ficamos a questionar se tais pensamentos são verdadeiros ou não. No entanto, entrar nesse tipo de questionamento costuma ampliar ainda mais o sofrimento.

Em vez de se perguntar se um pensamento é verdadeiro, questione o valor que ele tem. Por exemplo, se você pensa que não é bom o suficiente, ao invés de ficar se perguntando se isso é verdade, pergunte a si mesmo: “Esse pensamento é útil? Ele me ajuda a ir em direção ao que realmente é importante para mim?”

Veja também: https://adrianafernandes.com.br/2023/12/03/autoconsciencia-como-desenvolver/

Encare os erros como uma oportunidade de aprendizado 

Pode ser que você, durante sua infância ou adolescência, tenha sido muito criticado toda vez que cometia um erro e, com o passar do tempo, você foi acreditando que não deve errar de jeito nenhum, ou que erro é sinal de fracasso, incompetência. Acontece que não existem pessoas perfeitas. Somos seres humanos sujeitos a falhas. Todos nós falhamos.

Encarar os erros como uma oportunidade de aprendizado é o que pode lhe ajudar a ir aos poucos calando a voz da crítica exagerada e se colocar no caminho do crescimento de maneira saudável.

Em síntese, a crítica exagerada pode se tornar uma armadilha prejudicial, conduzindo-nos a um ciclo de autodepreciação. Para superar esse desafio, é crucial reconhecer nossa imperfeição. Além disso, valorizar nossos pontos fortes e encarar os erros como oportunidades de aprendizado são passos essenciais nesse processo de transformação.

A Terapia de Aceitação e Compromisso oferece práticas úteis. Através dessa abordagem, ao adotarmos uma postura mais compassiva conosco, conseguimos silenciar a voz crítica. Dessa forma, construímos autoestima e direcionamos nossas vidas para o que realmente importa. Essa mudança de perspectiva torna-se fundamental para uma jornada mais saudável e significativa.

Deixe o seu comentário!*

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. LEIA OS TERMOS DE USO.

  • Para quem é meu trabalho

  • Para mulheres que desejam ser

    mais autoconfiantes.

  • Mulheres que praticam autocuidado estão em paz com seus sentimentos.
  • Que almejam fortalecer

    o seu amor-próprio.

  • Mulheres que praticam autocuidado conseguem mais dedicação ao trabalho.
  • E construir relacionamentos

    mais saudáveis.

  • Mulheres de sucesso praticam autocuidado.
  • Contato

  • Adriana Fernandes da Silva
    CRP 04/39812

     

    Tel.: |31| 97221-7347

     

    Atendimento

    Online

     

     

     

  • Redes sociais

  • Facebook
  • Nome
    E-mail
    Telefone
    Mensagem

    Copyright © 2017-2024 -