Psicóloga Adriana Fernandes » Pais e filhos » A importância do pai na vida dos filhos

A importância do pai na vida dos filhos

Por Adriana Fernandes   |   Publicado: 26/12/2019 às: 17:56   |   Atualizado: 27-08-20 às: 15:17

Pai, ajudar a criança a ter um bom desenvolvimento emocional é orientá-la sobre suas emoções e sentimentos.

Pai

 

Certa vez, um pai que era um executivo de uma importante empresa, percebeu que por ter que dedicar-se muito ao trabalho, estava passando pouco tempo com o filho, o que estava deixando a criança muito triste.

Esse pai já estava decido a mudar essa situação, porém, não sabia o que fazer. Foi quando sugeriram a ele que procurasse a ajuda de um psicólogo.

No dia seguinte, chegando ao consultório  explicou sua situação e preocupação em relação ao filho.

A psicóloga ouviu aquele pai angustiado e propôs a ele que fizesse o seguinte. Durante as três semanas, tempo que o pai havia estabelecido para reorganizar sua vida profissional, o pai precisaria estabelecer um combinado com o filho.  .

Seria uma espécie de código entre eles. O pai iria toda noite ao quarto do filho que já estaria dormindo, lhe daria um beijo e faria um nó na ponta do  lençol da cama do filho para que o mesmo desfizesse o nó no dia seguinte.

O pai saiu do consultório mais tranquilo e disposto a fazer o que a psicóloga havia sugerido. Tirou uma hora para passar em casa e conversar com o filho.

Chegando a casa, fez o combinado com o filho e prometeu que estaria mais presente, o que alegrou muito o coração do garoto.

Assim, durante as três semanas, toda vez que a criança acordava se deparava com o nó no lençol da cama.

O nó na ponta do lençol era a certeza de que o pai estava cumprindo com o combinado, o que alegrou muito o coração do filho.

Aliás, não somente do filho, mas também do pai que ficou com o coração aliviado por saber que estava restabelecendo o vínculo com o seu filho.

 

 Somos seres criados para nos conectar com as pessoas.

 

Essa história nos mostra O quanto precisamos da presença do outro. E o quanto essa presença faz a diferença em nossos relacionamentos.

Alguns pais, muitas vezes se veem obrigados há passar mais tempo fora de casa por causa do trabalho.

Outros têm lá seus reais motivos, porém, é muito importante pensarmos sobre a qualidade de tempo e relacionamento que desejamos construir com as pessoas mais importantes da nossa vida.

O intuito desse texto é falar da sua importância , no processo do desenvolvimento emocional do seu filho e fornecer algumas dicas para que você possa construir laços emocionais e contribuir de forma positiva para o bom desenvolvimento emocional dos pequenos.

 

O que significa ajudar uma criança a desenvolver-se  emocionalmente?

 

Fala-se  tanto da importância do desenvolvimento emocional das crianças, mas o que isso significa?

Ajudar a criança a ter um bom desenvolvimento emocional é ajuda-la a conhecer suas emoções, ensiná-la a lidar com seus sentimentos.

É amá-la, respeitá-la para que ela tenha uma autoestima elevada, seja autoconfiante, tenha responsabilidades e saiba lidar com as adversidades da vida. É saber dar limites, dizer não quando for preciso. Ajudá-la a tomar decisões. Fazer parte de sua rotina.

Ajudar a criança a ter um bom desenvolvimento emocional é ser um referencial positivo para ela.

A criança precisa olhar para o pai e ver nele um “porto seguro”. É ser alguém em que ela possa confiar e aprender sobre as pessoas e o mundo.

Não existe ninguém melhor do que que você para ajuda-la a se desenvolver emocionalmente.

Quanto mais você, papai  estiver a par do dia-a-dia do seu filho, ou seja, saber o nome dos seus coleguinhas da escola, sua matéria preferida, o que ele gosta ou não de fazer, os desafios na escolinha de futebol, entre outras, maiores condições você terá de dar apoio e orientação emocional ao seu filho.

Se você deseja que seu filho tenha um bom desenvolvimento emocional, participe o máximo que puder da vida dele.

 

Contribua para o desenvolvimento emocional do seu filho

 

Os pais são o referencial dos filhos. Seu filho tem você, como modelo. A probabilidade que ele tem de seguir esse modelo é muito grande.O pai  não é o único responsável pelo desenvolvimento emocional dos filhos.

Outros membros da família também podem ter uma participação significativa, porém, você, papai  é peça fundamental para o desenvolvimento emocional do seu filho.

Cabe a você descobrir meios de se chegar ao coração do seu filho, mas para chegar ao coração do seu filho e aprender a lidar com suas emoções você precisa conhecer as suas próprias emoções.

 

Pais, conhecer a si mesmo o ajudará no processo do desenvolvimento emocional do seu filho.

 

O autoconhecimento é o conhecimento de si mesmo. É você ter consciência de suas emoções e sentimentos. .

É você saber mais sobre si mesmo, identificar seus pontos fortes e fracos. É compreender o porquê de você muitas vezes agir sempre de determinada maneira e não de outra.

É ter controle das próprias emoções e saber usá-las a seu favor.

Já se questionou por ser tão agitado ou tranquilo demais? Por se sentir tão inseguro ou por ser tão decido naquilo que vai realizar?

Vejo o autoconhecimento como um caminho a ser trilhado. Uma jornada. Quanto mais conhecimento tivermos sobre nós mesmos melhor poderemos trilhar esse caminho.

 

O autoconhecimento é um processo contínuo

 

Uma das coisas interessantes que quero lhe chamar a atenção sobre o autoconhecimento é que ele é uma construção social. É a partir do meu relacionamento com o outro é que vou descobrindo mais sobre mim.

Somos seres criados para vivermos em sociedade. Para nos relacionarmos. A medida que criamos relações vamos aprendendo mais sobre os outros e sobre nós mesmos.

A família é o primeiro grupo social que a criança tem contato, portanto, é preciso cuidar dessa relação.

Quanto mais o relacionamento entre pai e filho tiver como base o amor, respeito e compreensão, maior será a qualidade dessa relação e mais facilidade o pai terá de ensinar o filho os valores em que acredita.

Quando você dá início a esse processo  e busca pelo autoconhecimento vai ver que muito de você está refletido em seu filho. Os filhos são espelhos que fitam os pais.

 

 

Para participar do desenvolvimento emocional da criança, você precisa entender qual é o seu modelo de educar.

 

A família tem uma grande influência sobre nós. Você, papai, traz sobre si uma bagagem adquirida dos seus pais. Todos trazemos. São as chamadas heranças familiares.

Já parou para pensar nas “bagagens” que traz consigo? Elas são mais positivas do que negativas? Que modelos de educação você traz dos seus pais e que vale apena passar para os seus filhos?

Essas reflexões são importantes, porque nos torna conscientes da nossa maneira de ser e se comportar.  Nos ajuda a quebrar alguns ciclos que podem ser tóxicos e que, não acrescenta para uma boa relação com os filhos e até mesmo com as outras pessoas.

Se não refletirmos sobre tais questões, corremos o risco de ir simplesmente repetindo comportamentos sem ao menos questionarmos sobre o impacto que os mesmos possam ter sobre as nossas vidas e sobre a vida das crianças.

 

Para ajudar as crianças a ter um bom desenvolvimento emocional é preciso conhecer o “modelo” emocional que trazemos conosco.

 

Você pai, certamente se lembra de muitas coisas do seu tempo de criança. Como era sua relação com o seu pai?

Seu pai permitia que você chorasse? Você foi ensinado a falar sobre seus sentimentos? Quando se comportava mal se sentia amado por seu pai mesmo quando ele o punia?

Se lembra de ter sido compreendido, recebido um abraço quando magoou o seu pai?

Sei que alguns homens não tiveram um relacionamento próximo com seus pais. Alguns, apesar de terem vivido com os pais dentro do lar sempre se sentiram emocionalmente distantes do mesmo.

 

Os modelos negativos  acabam influenciando nossa maneira de lidar com nossas emoções e nossos relacionamentos

 

Não sei qual a qualidade do relacionamento que você teve com o seu pai, mas se você não traz boas lembranças e percebe que essa herança emocional que você carrega tem atrapalhando seu relacionamento com o seu filho, saiba que é possível recomeçar. Você não somente pode, mas têm potencial para ajudar seu filho a ter um bom desenvolvimento emocional.

Está com dificuldades, se sente perdido e não sabe por onde começar? Saiba que existem muitas alternativas que podem ajuda-lo a se aproximar do seu filho.

Você pode procurar ajuda de pais mais experientes, ler literaturas sobre relacionamento pai e filhos ou até mesmo procurar ajuda de um psicólogo. O importante é você procurar fontes seguras que irão lhe ajudar nesse processo.

 

 

“Ao cuidar, desenvolvemos o amor”

 

Como gosto de dizer, amor é comportamento. O amor só pode ser desenvolvido se existe a prática do cuidado, da atenção, da presença.Concorda?

Não é somente o filho que é beneficiado quando recebe o amor, cuidado e carinho do pai. Você também passa por um processo de transformação ao entrar em contato com o amor do seu filho.

Essas horas tão especiais que vocês passam juntos, o cuidado do dia-a-dia; a ajuda nos afazeres domésticos não transforma apenas sua esposa ou seus filhos.

Transforma você como pai, indivíduo e cidadão.

 

Procure participar da vida do seu filho independente de qualquer coisa. Procure conciliar as tarefas, o trabalho, para que você tenha tempo de curtir seu filho.

 

Lembro-me bem que meu pai costumava contar histórias que ele jurava que aconteceu em sua terra natal. Geralmente ficávamos ao redor da mesa eu e meus irmãos com os olhares atentos. As histórias sempre eram de suspense.

Meu pai conseguia nos deixar apreensivos com o próximo passo que o personagem iria dar e quando menos se esperava todos davam um salto, batiam a mão na mesa, isso quando todo mundo não gritava junto.

Expectativa total. Adrenalina pura. Risos! Veja só quantas emoções sentíamos ao ouvir aquelas histórias? Medo, ansiedade, aflição e alegria, afinal de contas, achávamos divertido e sempre queríamos ouvir mais histórias.

O interessante do contar histórias é justamente isso. Dá a criança a oportunidade de vivenciar várias emoções e sentimentos que podem ser trabalhados.

Por exemplo, ao contar a história de algum personagem que perdeu o seu animalzinho de estimação, você papai, pode explicar ao seu filho sobre um sentimento que geralmente não gostamos de sentir mas que tem sua importância em nossa vida.

Que ficamos tristes quando perdemos alguém que amamos, mas que essas pessoas estarão sempre presente em nossos corações.

Ao Jogar algum jogo de tabuleiro por exemplo e você permitir que seu filho ganhe algumas vezes, você pode trabalhar com ele a questão da frustração.  Que nem sempre é possível ganhar. As vezes se ganha, outra se perde e que está tudo bem.

Trabalhar o sentimento de frustração é muito importante, pois ensina a criança a perseverar e não desistir diante de uma dificuldade.

Está vendo o quanto você papai é importante no desenvolvimento emocional do seu filho?

 

É preciso se esforçar para participar  e entrar em sintonia com as reais necessidades do seu filho.

 

Os pais podem correr o risco de pensarem  que está presente na vida do filho é leva-lo ao shopping, comprar muitos brinquedos e proporcionar atividades bem legais. claro que essas coisas podem fazer parte, porém não é a essencial.

Se você papai, quer realmente chegar ao coração do seu filho, você precisa estar a par das reais necessidades dele. É se interessar pelo dia-a dia dele e sempre que possível participar.

Ajude-o a resolver os problemas que aparecem. Participe da vida escolar dele. Conheça seus coleguinhas. É justamente essa preocupação e envolvimento que marcará para sempre a vida do seu filho.

Você já experimentou ler uma história para seu filho(a)? Ou quem sabe você conte para ele alguns episódios que aconteceu com você na infância.

As crianças geralmente adoram histórias, principalmente quando vem recheadas de um pouco de suspense. Então, aproveite cada oportunidade para estar junto e participar da vida do seu filho.

A criança aprende através de modelos, principalmente as mais novas. Elas prestam muito mais atenção observando o adulto do que prestando atenção na sua fala.

 

As crianças mais novas aprendem por modelos porque estão em fase de desenvolvimento e não tem ainda maturidade para articular seus pensamentos de forma como o adulto o faz.

 

A criança costuma expressar seus sentimentos através da sua maneira de se comportar. Por isso, quando se sente triste ou com raiva, por exemplo, ela poderá usar de comportamentos como a birra para chamar a atenção do adulto para si.

Conhecer sobre desenvolvimento infantil pode ser muito útil para você papai  ajudar no desenvolvimento emocional do seu filho.  Quando você compreende as fases da infância, você tem mais autonomia e confiança para educar seu filho.

Saber sobre desenvolvimento infantil não é somente coisa para a mamãe aprender, pelo contrário, os papais também podem aprender e contribuir muito na educação das crianças.

Para você, papai, que deseja estreitar os laços emocionais com o seu filho e fazer parte do desenvolvimento emocional dele. Vale a dica: PRESENÇA! Lembrando que essa presença é mais que corpo presente. Significa fazer parte do dia-a-dia do seu filho.

Os filhos têm a figura do pai como um herói, uma pessoa forte que pode resolver qualquer problema. Você é o super-herói da casa. E você sabe o quanto custa isso. O quanto pesa às vezes nos seus ombros, tamanha responsabilidade.

Educar é um processo muitas vezes árduo que proporciona ricos benefícios a longo prazo. Então, invista no desenvolvimento emocional do seu filho. Não permita que trabalho, divórcio ou qualquer outra coisa impeça que você cumpra o seu papel de pai. De maneira alguma perca seu filho de vista. Envolva-se!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe o seu comentário!*

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. LEIA OS TERMOS DE USO.

  • Especialidades

  • Pais e filhos

  • Autoconhecimento

  • Projetos

  • Contato

  • Adriana Fernandes da Silva
    CRP 04/39812

     

    Tel.: |31| 9 9722-0257

     

    Rua dos Guajajaras, 880
    sala 1701
    Lourdes
    Belo Horizonte – MG

     

    ATENDIMENTO

    Quintas-feiras
    das 08:00 as 12:00 e das 13:30 as 18:00.
    Sextas-feiras
    das 14:00 as 17:00.

     

     

  • Redes sociais

  • Facebook
  • Nome
    E-mail
    Telefone
    Mensagem

    Copyright © 2017-2020 - Psicóloga Adriana Fernandes