Psicóloga Adriana Fernandes » Pais e filhos » Como estimular a autonomia das crianças?

Como estimular a autonomia das crianças?

Por Adriana Fernandes   |   Publicado: 28/07/2020 às: 18:12   |   Atualizado: 19-08-20 às: 15:48

Autonomia.  Sentimento importante, necessário. Tanto na vida dos pais quanto dos filhos.

 

Autonomia

Se engana quem pensa que só a criança precisa ganhar “asas” e voar. Se tornar independente.

Os pais também necessitam ter  autonomia e confiança para conduzir os filhos em seu próprio voo.

 

O desenvolvimento da autonomia se dá aos poucos. Nada é construído de uma só vez.

 

O pequeno bebê ainda tão dependente, vai aos poucos crescendo, percebendo  seu pequeno mundo.

Suas relações sociais limita-se ao seu núcleo familiar, onde o vínculo entre pais e filhos precisa ser fortalecido.

Antes, amamentava somente no peito, agora já passou para a mamadeira.

Antes, ficava somente no colo, agora faz  “turnê” por toda a casa.

Como o tempo passa rápido!

 

Pais e filhos precisam estar juntos rumo ao voo da autonomia

 

É um processo de aprendizado, tanto para os pais quanto para os filhos. Ambos necessitam aprender.

Os pais precisam compreender o seu papel como “instrutores” desse “voo“ e se adaptar a cada fase da vida da criança.

As crianças vão crescendo e se desenvolvendo, e suas necessidades físicas e emocionais também vão mudando.

Uma criança de três anos, já não tem as mesmas necessidades de uma criança de um ano, e  os pais precisam estar atentos a essas mudanças para não “atrofiar” o desenvolvimento dos pequenos.

 

A parceria  entre pais e filhos é fundamental para o equilíbrio do voo.

 

Tudo se inicia na construção do vínculo entre pais e filhos. Os filhos precisam se sentir amados e ter a confiança que terão o amor dos pais independente do seu comportamento. É  o que chamamos de amor incondicional.

Os pais precisam desenvolver sensibilidade para perceber as necessidades do  filho, e compreender que tais necessidades mudam com o passar dos anos. Por isso, a importância de manter uma “parceria”, de se envolver com o seu filho, conhecer suas necessidades,  respeitar seus desejos, (isso não significa que os pais devem fazer tudo o que os filhos desejam).

É preciso discernimento para diferenciar desejo de necessidade, mas uma vez ou outra, os desejos também podem ser realizados.

 

 

Prepare seu filho para voos mais altos.

 

Os pais amam seus filhos e desejam mais que tudo que os mesmos sejam independentes, tenham autoconfiança, sejam bem sucedidos em tudo o que fizerem, e acima de tudo, que sejam felizes.

É preciso preparar as crianças para ter maturidade para lidar com as adversidades da vida, afinal, não terão os pais para sempre em suas vidas. Um dia serão adultos e terão que fazer suas próprias escolhas.

Então, prepare o terreno. Uma criança é como um passarinho. Não pode ficar para sempre no ninho. Não ficarão eternamente no aconchego do lar, mas é fundamental compreender que tudo tem o seu tempo.

 

Respeite as fases de desenvolvimento do seu filho.

 

Não respeitar as fases do desenvolvimento de uma criança é colocar em risco todo o seu desenvolvimento físico, mental e emocional. É como você tirar o passarinho que ainda não tem penujem  do ninho e querer que ele voe.

É muito comum ouvir de alguns adultos as seguintes frases: -Mas ele já tem idade. Já dá conta de fazer. Ou, o filho de fulano tem a mesma idade e já faz.

Toda criança tem características semelhantes. Elas são curiosas, fazem birra; só sabem dizer não.

Apesar de cada fase ter suas peculiaridades e ser comuns a muitas crianças, cada criança é única e precisa ser vista como tal.

Cada criança vive em um ambiente diferente e é estimulada de maneira diferente. Isso precisa ser levado em conta.

Por que uma criança de sete anos já arruma a sua cama e a outra da mesma idade não o faz?

A autonomia precisa ser ensinada, e são os pais os principais responsáveis por esse processo.

 

 

Como desenvolver a autonomia das crianças?

 

1- Ame o seu filho incondicionalmente. Isso significa enxergá-lo além do seu comportamento.

2- Respeite seu filho. Leve em consideração suas emoções, sentimentos e sua fase de desenvolvimento.

3- Incentive sua autoconfiança. Permita que ele realize tarefas que já tem condições de fazer.

4- Estimule  sua criatividade.  Isso aumentará sua autoestima e a confiança em si mesmo.

5- Ajude-o a enfrentar os problemas. Não significa fazer tudo por ele, mas dá suporte, orientar.

6- Estabeleça regras e limites. A criança precisa saber o que se espera dela. Não entender as regras e limites trás confusão.

7-  Seja um referencial para o seu filho: A criança precisa de alguém que ela possa admirar  e se espelhar.

8 – Estimule a brincadeira: O brincar trabalha a autonomia, desenvolve autoconfiança  e autoestima.

 

 

 

 

 

Deixe o seu comentário!*

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. LEIA OS TERMOS DE USO.

  • Especialidades

  • Pais e filhos

  • Autoconhecimento

  • Projetos

  • Contato

  • Adriana Fernandes da Silva
    CRP 04/39812

     

    Tel.: |31| 9 9722-0257

     

    Rua dos Guajajaras, 880
    sala 1701
    Lourdes
    Belo Horizonte – MG

     

    ATENDIMENTO

    Quintas-feiras
    das 08:00 as 12:00 e das 13:30 as 18:00.
    Sextas-feiras
    das 14:00 as 17:00.

     

     

  • Redes sociais

  • Facebook
  • Nome
    E-mail
    Telefone
    Mensagem

    Copyright © 2017-2020 - Psicóloga Adriana Fernandes